6ª Geração - As 9 Dimensões Pokémon (atualizado)

Adiantando: isso é um teoria, na qual iremos tentar conectar a Mitologia Nórdica com a Mitologia de Arceus, e tentar descobrir quais são os 9 Mundos de Yggdrasil no Mundo Pokémon. Para isso, vamos nos basear na estrutura dimensional apresentada no post "Pokémon e Estrutura Multi-Dimensional - Unown" e no post da PBN, "Resumão: Tudo o que sabemos sobre Xerneas, Yveltal e Sylveon! (Parte 1)".


A única coisa inegável: o Mundo da Realidade é Midgard. Agora, e os outros 8 Mundos?

Apesar de haverem outras descrições, quando pesquisado em mais detalhes isso é o que cada mundo representa:

- Asgard: O plano divino, provavelmente a combinação de: Mundo Arceus, Mundo Espaço, Mundo Tempo e Mundo Reverso (tudo o que está acima de Midgard).

- Helheim e Niflheim: Ambos são o Mundo dos Mortos, porém Helheim é para aqueles que morreram de velhice, sem honra, e/ou de doenças, ou seja, do que os nórdicos consideravam uma morte onde não há orgulho. Niflheim já é divida em zonas para os bons, os maus e os "neutros". Sendo assim, provavelmente ambos esses mundos representarão apenas um no Mundo Pokémon: o Mundo dos Fantasmas, que já teve várias aparições.

- Vanaheim: Considerando a mitologia da 4ª Geração, esse mundo pode ser facilmente associado a Mesprit, Uxie e Azelf, pois são o trio lendário mais conhecido por sua bondade, pureza e benevolência, já que nunca demonstraram agressividade em nenhuma ocasião. Porém, eles também se enquadram com Ljusalfheim, e como os seres desse mundo também estão ligados ao divino e à agricultura, acho que o Trio Kami deve ser o mais apropriado. Sendo assim, esse pode ser o mundo deles.

- Svartalfheim: O mundo dos anões ou elfos escuros. Considerando os dois tipos de criatura que lá habitam, esse pode muito bem ser o vazio, o Mundo Unown.

- Ljusalfheim: O mundo dos elfos de luz. Como mencionei anteriormente, pode ser o lar de Mesprit, Uxie e Azelf.

- Jotunheim: O mundo dos gigantes de rocha e neve. Provavelmente será pretexto para a criação de 2 novos lendários na 6ª geração.

- Muspelheim: O mundo de fogo. Provavelmente pretexto para um lendário individual. De certa forma, pode-se dizer que esse mundo é uma das bases principais do Ragnarök. Não, eu não estou falando do MMORPG, estou falando do Apocalipse Nórdico.

Agora, desviando um pouco da questão das dimensões: levando em consideração a teoria dos filmes, provavelmente o Ragnarök será usado como base para o 20º filme de Pokémon. Não, isso não é piada. Vejam:

16º filme (último da 5ª geração): Introdução de lendário não essencial (Genesect).
17º filme (primeiro desta geração): Claramente, um combate da dupla lendária. Xerneas VS Yveltal, provocado provavelmente por um vilão humano. Um local irá correr perigo durante o filme (Yggdrasil?).
18º filme (segundo desta geração): Zygarde lutará contra Xerneas e Yveltal. Provavelmente, acharão que ele é mal, mas se provará o contrário (ele provavelmente será uma espécie de anti-herói).
19º filme (terceiro deste geração): Um lendário capaz de assumir múltiplas formas contracenando com Zygarde (o qual aparecerá pouco, e será novamente considerado erroneamente como um vilão).
20º filme (último desta geração): Um lendário inédito será libertado (um Pokémon maligno, provavelmente do tipo Fogo), e irá colocar algum local em perigo. Aqui ocorrerá o Ragnarök, o que significa que poderá envolver Xerneas, Yveltal e Zygarde em seu confronto.

Em termos melhores: o que ocorreu no filme 12 não foi simplesmente um ataque de Arceus a Michina, isso foi culpa da dublagem americana. Arceus não disse que "levaria os humanos a justiça", ele disse que "levaria os humanos a julgamento" (Nota: Arceus é o único que possui o golpe 'Judgment' (Julgamento)). Arceus estava iniciando o que chamamos de "O Julgamento Final" ou "O Dia do Julgamento", em outras palavras, o Fim do Mundo. Por que não teríamos outro Fim do Mundo nesta geração? O Nórdico talvez?

Agora, por que não explicamos como é o Ragnarök?
Assim que Nidhoggr roer a última raiz de Yggdrasil e o lobo Fenrir engolir o Sol, os gigantes e seus aliados irão levantar-se contra os deuses em uma terrível batalha chamada Ragnarok (o Crepúsculo dos Deuses). Esta batalha, que terá lugar no campo chamado de Vigrid, será a batalha final entre deuses e gigantes, durante a qual Surtur queimará o mundo e os gigantes vão vencer Odin, os outros deuses, e todos os grandes guerreiros que estão vivendo no salão de Odin do Valhalla. Os deuses gastam seu tempo preparando-se para esta batalha tanto quanto esforçam-se para tentar adiá-la. Eles agem assim porque sabem que o Ragnarok não é realmente o fim de tudo, ele marca o fim de um ciclo, um ponto onde o mundo remodela-se e começa outra vez. Alguns deuses, incluindo Balder, Hod, os filhos de Thor (que herdarão Mjolnir) Modi e Magni, Vali e Vidar (ambos filhos de Odin), estão destinados a sobreviver e a ajudar a reconstruir o novo mundo.

No contexto Pokémon, como deve ser?
Depois que Zygarde invadir o mundo real, um outro lendário irá libertar o verdadeiro inimigo, que é um lendário de fogo de outra dimensão que desencadeará uma grande batalha. Esta batalha será a batalha final entre os lendários desta geração, na qual este derrotará todos os lendários que o desafiarem (não há como prever quais estarão presentes). Os lendários vão se prepar para esta batalha, mas também irão se esforçar para encontrar uma maneira de reaprisiona-lo. Este lendário só pode ter 3 possível fins: ou irá regressar por conta própria (bobo, mas provável), ou irá ser derrotado e aprisionado (bom, porém improvável), ou será destruído (excelente, porém muito improvável).

Não se esqueçam que é tudo teoria. São conclusões interessantes, porém nem de longe comprovadas.

Atualização (06/10/13 - 14:27): Creio que essa nova imagem represente melhor como deve ser a visão do mundo Pokémon com a introdução da 6ª geração. Basta visualizar que o mundo de cima representa os 4 mundos introduzidos na 4ª geração, e que o mundo do meio é o nosso.


Fonte:
Nihon Phenix: Mitos Nº2: Yggdrasil

Comentários
8 Comentários

8 comentários:

  1. Anônimo27/4/13

    considerando que o anime infantiliza tudo no mundo pokémon, o primeiro final possível para um possível filme assim seria o mais provavel de acontecer mesmo, mas como os filme normalmente são mais sérios que o anime o segundo final seria mais possível, agora se eles planejam algum dia amadurecer o anime o terceiro final seria épico mostrando a morte de um pokémon (o lucario do filme 8 conta como morte?)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucario no filme 8 e Latios no filme 5, mas esses foram sacrifícios de heróis, e não vilões destruídos.

      Excluir
  2. Pokémon não more, ele não more, [TT.TT] ele só vai para o mundo Espiritual ou Reverso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O nome é Mundo dos Fantasmas. Não existe Mundo Espiritual, e o Mundo Reverso não é o Mundo dos Mortos. E eles morrem sim.

      - Quando um Pokémon bom morre, ele vai para o mesmo céu que os bons humanos, e só reencarna se desejar.
      - Quando um Pokémon neutro morre, ele se transforma em um Pokémon Fantasma, para poder finalmente se definir como bom ou mal. Humanos neutros se tornam Yamask ou fantasmas reais.
      - Até o momento não houveram Pokémon maus, mas os humanos maus se tornam poltergeists, ou seja, fantasmas malignos.

      E é assim que se dividem as mortes em Pokémon.

      Excluir
  3. eu sabia que:
    Humanos viram Yamask
    Pokémon Viram Pokémon Fantasma

    E Mundo Espiritual ta certo, pois é mencionado no episódio: quem tem medo de fantasma... e eu me enganei em que o mundo reverso é onde vão os Pokémon Fantasma... O mundo reverso é o local que sustenta mundo dos Pokémon, sempre reparando os problemas nele, com aquelas fumaças...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, então há duas traduções para o nome, mas é o mesmo lugar com certeza. E aquelas fumaças do Mundo Reverso são rastros de distorção espaço-temporal. A coisa de "reparar os problemas" era teoria do Zero, que estava errado.

      Excluir
  4. Parabéns pela matéria Torgola! Eu sou o Diego que escreveu o resumão, lá na PBN. Bem interessante essa ideia de assemelhar os mundos Nórdicos com os mundo de Pokémon. Parabéns!

    ResponderExcluir